sexta-feira, 2 de maio de 2008


Era Terça-feira com cara de domingo e corpinho de trinta, aquele Clima quente de sempre coberto por um frio fake, ruas alagadas , o cachorro maltrapilho boiando esgoto a baixo pela cidade do calor sem fim e como trilha um silêncio aterrorizado, tudo igualzinho a um filme 'B' que passa na madruga. Ele entra em casa vestindo sua pele de um amarelidão sem fim, mãos tremendo , dentes cantando de tanto trincar e uma vontade enorme de estar só, mas por mais vazia que fosse a sua casa, ele ainda estaria lá para estragar o clima da mais perfeita solidão. E assim ele foi , acompanhado de se para o reino do sem fim...










Ps; ilustração do amarelo que aqui digita.

Um comentário:

Pauliccia disse...

"E assim ele foi , acompanhado de se para o reino do sem fim..."

qro voltar a acompanha-lo...